O Instituto
   

"Objetivo nosso não é formar campeões mundiais e nem medalhistas olímpicos, O nosso Objetivo é formar cidadãos de valores, princípios, ética, moral, Obedecendo os princípios fundamentais do respeito disciplina Hierarquia, e Honra!"

 
 

Na Mídia

 
QUEM SOMOS

O Instituto Don Fischer de Artes Marciais, é um Instituto sem fins lucrativos

Conheça Melhor o fundador do Instituto Don Fischer

Currículo
Administrativo
Especialidades

Veja aqui mais fotos:

Agradeço em especial ao Mestre Gilson Bulhões pela parceria  na Federação Mato Grossense de Hapkido.

Agradeço ao Mestre Adalberto JR.  - CAVEIRA DE GELO - pelo ensinamentos de perseverança, disciplina coragem e lealdade.

Agradeço ao KJN Fernando Ribeiro por ter me ensinado a praticar a paciência e a sabedoria necessária dentro do mundo das Artes Marciais.

PROJETO SOCIAL

Peter Pan

Apresentação

O Instituto Don Fischer de Artes Marciais, sem fins lucrativos terá o tempo de duração indeterminado, como foro na comarca de Cuiabá, com a sede na Avenida Brasil, S/N, esquina, com Rua Sergipe Bairro CPA II Morada da Serra CEP: 78055-508 Cuiabá MT. Tem como objetivo de desenvolver o projeto Peter Pan.

Tal projeto é uma iniciativa do Instituto com a finalidade de introduzir práticas esportivas no desenvolvimento sócio educativo das crianças e adolescentes, oportunizando ao cidadão infanto-juvenil excluídos dos mínimos sociais, a iniciação ao lazer, atividades esportivas e cultura. A perspectiva de andar em consonância com os princípios contidos na Lei 8.069 de 13 de julho de 1990, o Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA, que preconiza em seu artigo 4º. É dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público assegurar, com absoluta prioridade, a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade, e à convivência familiar e comunitária, buscando um atendimento adequado para garantir uma satisfação e inserção deste publica na sociedade, objetivando a melhoria em sua qualidade de vida, na saúde e também no mundo social, principalmente no âmbito familiar, introduzindo temas relacionados à disciplina, filosofia e consciência de cidadania.

Tem também o intuito de prestar assessoria, consultoria e apoio aos familiares aos discentes. Ministrar palestras, cursos de capacitação, atividades desportivas, oficinas, roda de conversa, gincanas, e dentre outras atividades, objetivando um despertar critico de uma consciência cidadã.

Objetivo Geral

Introduzir práticas esportivas e atividades socioeducativo em contra turno das escolas para crianças e adolescentes, oportunizando a este individuo excluídos dos mínimos sociais, a iniciação em atividades esportivas e ao lazer.

Objetivos Específicos

  • Realizar atividades socioeducativas voltadas para crianças e adolescentes em contra turno das escolas três vezes por semana para um melhor aproveitamento escolar e de lazer/cultura;
  • Inserir nas atividades socioeducativas, palestras, oficinas, e práticas de esportes nos dia a dia do projeto;
  • Oportunizar as crianças e adolescentes sua inserção no cotidiano e conhecer seus direitos e deveres em cidadania;
  • Incentivar atletas infanto-juvenis;
  • Participar de competições a nível municipal, estadual, nacional e internacional.
  • Criação de uma estrutura completa com: professores altamente capacitados, pedagogo, assistente social, para desenvolver um trabalho serio, organizado e completo, visando obter resultados expressivos;
  • Uniformização completa e adequada para as equipes, em todas as modalidades e categorias;
  • Espaço adequado e bem estruturado para melhor atende-los;
  • Equipe capacitada fazendo acompanhamento das crianças e adolescentes;
 

Justificativa

Discutir sobre os direitos e deveres das crianças e adolescentes é algo bem recente, antigamente estes seres não tinham visibilidade no âmbito da sociedade. Muitos autores vêm discutindo sobre este tema, pois a história nos conta barbárie cometida com este público, iremos direcionar este momento o Estatuto da Criança e Adolescente que consideramos um ganho histórico e fundamental para seu desenvolvimento para a preservação de dignidade destes jovens.

A presente proposta do projeto Peter Pan, busca a inserção de crianças e adolescentes que se encontra em risco social em atividades de práticas esportivas e em especial nas artes marciais por entender que ações realizadas em contra turno escolar, favorece o desenvolvimento deste público e possibilita a eles uma oportunidade de uma pratica esportiva, e assim aproveitaremos para palestrar e realizar oficinas voltadas para o direito e deveres, cidadania, democracia, lazer, cultura e demais assuntos que interessar os familiares e estudantes.

Devemos considerar que segundo o IBGE A população estimada, na dependência administrativa da escola, foi composta por 489 865 (79,2%) escolares que estudavam em escolas públicas e 128 690 (20,8%), escolares que estudavam em escolas privadas.

Dentre estas informações consideramos de imensa relevância social, pois pais/responsáveis que precisam trabalhar o dia todo para suprir suas necessidades básicas, acabam por deixar suas crianças e adolescentes a mercê de uma sociedade violenta e cruel, considerando que não temos espaços de esporte, lazer, cultura e educação voltados para esse público em horários fora da escola, deixando pais e responsáveis preocupados durante o período em que eles trabalham.

O fato importante a ressaltar é a chance que terão de se tornarem atletas profissionais, e talvez possibilitando um futuro promissor e de orgulho para a família, o município e até para o país.

O principal ganho que o projeto (Peter Pan) trará é o desenvolvimento cultural que as crianças e os adolescentes terão ao ser inclusos nestas atividades, podendo ser um orgulho para nosso estado em um futuro próximo, pois a pratica esportiva proporciona melhoria no aspecto disciplinar, na sociabilidade e no caráter.

O diferencial do projeto Peter Pan é que estamos voltados para o futuro do nosso país, lidando com crianças e adolescentes que através do esporte, educação, lazer e cultura podendo melhorar a própria vida de seus familiares.

Metodologia

Para obter um melhor resultado nas ações em termos de desempenho e qualidade, faremos um estudo social da região em que está localizada a sede do projeto, o intuito é de conhecer os equipamentos sociais existente no bairro e adjacência, tais instituições como PSF, Escolas; Policlínicas; Conselhos Tutelares, CRAS; CREAS; Bases Comunitárias da Polícia, Instituições que trabalham com outros Projetos Sociais, dentre outras.

Secretarias Municipal e Estadual de Educação, Esporte, Lazer, Cultura, Habitação, Saúde, Transporte e Assistência Social serão também realizados contatos para contribuir nas atividades a serem desenvolvidas.

Dentre as ações desenvolvidas para alcançarmos o público alvo do projeto, será solicitado no ato da matricula, documentos pessoais dos pais ou responsáveis, atestado escolar, cópia da certidão de nascimento das crianças e adolescentes e/ou RG e CPF para os que já possuem 02 fotos 3X4, declaração devidamente assinada pelos pais/responsáveis de acordo com os termos do projeto.

Dentro da instituição o profissional assistente social irá acompanhar as crianças e adolescentes e seus familiares tanto dentro de suas vidas no projeto como fora dele, como acompanhamento técnico social, utilizando instrumentais desta profissão. As palestras e oficinas serão realizadas tanto dentro da sede do projeto como em locais onde conseguirmos parceria.

Passeios e atividades que poderão ocorrer fora do estabelecimento, sendo solicitada uma autorização assinada pelos pais ou responsável em concordância com à atividade. Tal autorização será mantida nos arquivos de cada estudante.

Teremos instrumentos de avaliação e de frequência para cada estudante, que não poderá ter até três faltas consecutivas sem fundamentar por escrito os motivos da ausência, e será avaliado pelo profissional de serviço social, o professor responsável pela criança ou adolescente e demais profissionais que vier fazer parte da equipe técnica.

O trabalho se desenvolverá em um espaço alugado no bairro da Grande CPA, no município de Cuiabá.

O objetivo é atender o maior número possível de crianças e adolescentes entre 05 anos completos de 17 anos e 11 meses.

Serão ofertadas 13 modalidades de aulas esportivas e cada praticante devera se inscrever em apenas uma modalidade dentre as 13 disponibilizadas.

  • Artes Marciais: Hapkido, Judô, Jiujitsu, Boxe, Muay Thay, MMA, Capoeira, Treinamento Funcional.
  • Danças: Dança do Ventre, Jazz Funk, Danças Urbanas, Dança de Salão.
« 1 de 4 »
MODALIDADE
   
DOAÇÃO

O Instituto Don Fischer de Artes Marciais acredita que a educação é responsabilidade de todos, do governo, da sociedade, das ONGs e das empresas. Pela nossa experiência e por nossos valores, entendemos que somente com a colaboração de todos é que vamos conseguir garantir uma educação de qualidade para todos os brasileiros. Ser um doador do Instituto Don Fischer de Artes Marciais é participar de forma ativa para uma melhor educação e formação de nossas crianças e jovens que estão no Instituto Don Fischer de Artes Marciais. O resultado são pessoas mais capacitadas, com mais oportunidades para ter uma profissão melhor, uma vida melhor e assim construirmos um país mais forte para todos.

Ajude o Instituto a crescer.

 

Caixa Econômica Federal 1918 Operação 003 Conta nº 2538-9

 

 
CONTATO

Com a sede matriz na Avenida Brasil, nº 14, esquina, com Rua Sergipe Bairro, CPA II Morada da Serra CEP: 78055-508 Cuiabá- MT. CNPJ- 21.744.436/0001-65

institutodonfischer@gmail.com
65-3641-0341 / 9205-8592 / 9692-7674